Aquário em casa garante beleza, leveza e integração de ambientes

Arquitetos dizem que aquário em casa traz vida, não importa se é de água doce ou salgada, e é um ótimo elemento de transição entre ambientes

Aquário pode trazer leveza para casa

Você já pensou em ter um aquário em casa como elemento de decoração ou de transição entre ambientes? Pois esse conceito tem sido cada vez mais explorado e, se usado de forma acertada, segundo arquitetos, garante não só beleza ao projeto, mas uma sensação de leveza no interior do imóvel. 

Leia também

+ Nomes de tintas curiosos buscam aproximar cores a sensações

+ Mesa de vidro oferece versatilidade, elegância e amplitude de espaços

“O aquário é um recurso bastante usado nesse momento, quando ele serve de parede. Ele dá a separação entre um ambiente e outro. É muito interessante e traz uma leveza, pois não é uma coisa tão rígida como uma parede”, destaca o arquiteto Ricardo Velasco, que observa um bom uso quando o aquário é colocado entre salas, interligando ambientes externos, quartos e até lavabos. 

O aquário pode ser usado como um elemento de transição entre ambientes

Água ideal para aquário

Um ponto bastante questionado é se o aquário tem que ser de água doce ou salgada. O arquiteto, porém, deixa a critério do cliente. Ele aponta que é um aspecto muito específico e um profissional especializado poderá ser consultado sobre os cuidados exigidos em cada uma das alternativas. Por exemplo, em relação ao tratamento e manutenção da água e dos animais. 

Velasco alerta, apenas, que, para a comodidade do morador, a estrutura não deve ser muito alta, pois a manutenção é sempre feita por cima. Em relação ao material do aquário, ele cita que existem duas opções, o vidro e o acrílico.

Salgada ou doce: um profissional especializado deve indicar qual tipo de água é a ideal

“O de acrílico é bacana porque deixa mais visível (o interior do aquário) do que o vidro. Ele distorce menos o que é visto. Ao mesmo tempo, eles riscam com mais facilidade e, normalmente, são mais caros. Isso torna o de vidro mais comum, além de mais fácil de encontrar e de montar”. 

O arquiteto não aconselha o elemento próximo à cozinha, por conta da gordura gerada no ambiente. Banheiros com chuveiros também não são vistos com bons olhos devido ao vapor. 

Peixinhos dão vida ao local

O arquiteto Leonardo Lameira Dantas Oliveira ressalta que ao idealizar um aquário em casa também “está se pensando em dar vida ao lugar”. 

“Hoje, em determinados projetos, a gente pode usar (o aquário) como objeto de integração. Então, você exclui uma parede, um móvel, coloca um aquário central, um aquário retangular, redondo, enfim, de vários formatos. Coloca o aquário para otimizar o espaço e, de uma forma orgânica, ter todo aquele ambiente integrado”.

O aquário deve ser compatível com o projeto no qual será inserido

Velasco ressalta que a escolha do tamanho do item deve ser compatível ao projeto, respeitando os espaços dos móveis, sem aglomerar materiais. Do contrário, o objetivo não será atingido, que é passar um ar de leveza.  

Em relação à decoração interior do aquário, ele destaca que ela também deve ser pensada em harmonia com o conceito do espaço em que a estrutura está inserida.

Leia mais 

+ Bem-estar: óleos essenciais e incensos em casa ajudam na saúde

+ Jardim vertical: como fazer e em quais ambientes da casa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais vistos

Mais lidas