Empréstimo para reforma: como funciona e quais são os benefícios? 

Imagem de uma pessoa calculando uma reforma

Você quer reformar seu imóvel para transformá-lo na casa dos seus sonhos? Então, você precisa entender o que é empréstimo para reforma e quais são as vantagens e as desvantagens dessa linha de crédito.

Quem quer reformar a casa sabe que vai precisar investir muito em material de construção e mão de obra. Por isso, nem sempre é possível comprar todos os materiais à vista. Sendo assim, o proprietário que deseja reformar o seu imóvel precisa avaliar se vale a pena pegar um empréstimo para fazer a reforma.

O que é um empréstimo para reforma?

O financiamento para reforma é uma linha de crédito concedida por instituições financeiras voltada para a compra de materiais de construção e o pagamento da mão de obra. Esse tipo de empréstimo só pode ser concedido aos proprietários do imóvel.

Assim como acontece no caso dos financiamentos de imóveis, quem adquire um empréstimo para reforma só pode gastar o dinheiro com os recursos necessários para a renovação. Portanto, o credor não pode usar esse dinheiro para comprar um carro, por exemplo.

O pagamento do empréstimo para reforma residencial funciona da mesma forma que os outros tipos de financiamento. Isso significa que quem pegou o empréstimo deve pagar o valor emprestado em um determinado número de meses e com juros. 

O número de parcelas e o custo dos juros a serem pagos vão depender de cada instituição financeira, do valor do empréstimo, das garantias dadas pelo credor e do acordo entre as partes. 

Vale a pena considerar um empréstimo para reforma?

O financiamento para reforma e construção apresenta algumas vantagens. Por exemplo, os juros cobrados nessa modalidade de crédito são mais baixos que os da maioria das outras. Além disso, eles costumam ser menores que os cobrados pelas operadoras de cartão de crédito.

A taxa de juros que a Caixa Econômica Federal cobra por um empréstimo para reforma é, em média, de 2,5% ao mês. Por outro lado, os juros do cartão de crédito da Caixa estão em 10,25% ao mês. Já para o empréstimo pessoal, também são mais altos: em média, 3,29% ao mês.

Imagem de uma pessoa calculando reforma

Quais são as opções de empréstimo para reforma?

Vários bancos e instituições financeiras oferecem empréstimos para reformas. Uma das linhas de crédito mais usadas por quem quer renovar a casa é a Construcard da Caixa Econômica Federal.

Quem obtém um financiamento para reforma por meio do Construcard recebe um cartão para usar nas lojas de materiais de construção. Os grandes diferenciais do programa da Caixa são permitir que o cliente financie o valor do empréstimo em até 236 meses e oferecer uma taxa de juros menor.

Outros grandes bancos, como Banco do Brasil, Bradesco e Itaú, assim como outras instituições financeiras, como a Creditas, também oferecem esse tipo de financiamento. Sendo assim, vale a pena cotar seu empréstimo em diferentes bancos antes de contratar seu financiamento.

Além do empréstimo para reforma, existem outras modalidades de crédito que podem ser igualmente vantajosas, inclusive com um valor de financiamento maior para os clientes. São elas:

  • empréstimo com garantia de imóvel (home equity);
  • empréstimo com garantia de veículo;
  • empréstimo consignado (com desconto na folha de pagamento).

Quais são as vantagens e as desvantagens do empréstimo para reforma?

O financiamento para reforma tem pontos positivos e negativos que você precisa considerar antes de solicitá-lo. Se você está pagando outros empréstimos no momento, talvez não seja a hora de fazer mais um.

No entanto, se surgiu algum imprevisto inesperado na sua casa, como problema na fiação elétrica ou na rede hidráulica, que podem até comprometer o bem-estar e a segurança dos moradores, pode ser a hora de pedir um empréstimo para reforma. A seguir, confira quais são as principais vantagens desse financiamento:

  • os juros costumam ser mais baixos que os do cartão de crédito e os do cheque especial;
  • também são mais baixos que os dos outros empréstimos;
  • você tem acesso a um valor alto, o que permite comprar materiais de alta qualidade para sua reforma.

Contudo, assim como todo produto financeiro, esse tipo de empréstimo apresenta algumas desvantagens, principalmente para quem não considera as parcelas do financiamento na hora de planejar o orçamento doméstico. Algumas das desvantagens dessa linha de crédito são:

  • o dinheiro só deve ser gasto com materiais e mão de obra para reformar a casa;
  • caso não tenha um bom planejamento financeiro, o tomador de empréstimo corre o risco de se endividar;
  • o número de parcelas para quitar o financiamento costuma ser menor que o dos outros tipos de linhas de crédito.

ZAP Imóveis: seu marketplace imobiliário

Agora que você já sabe quais são as vantagens e as desvantagens do empréstimo para reforma, entre no blog do ZAP Imóveis e confira todos os conteúdos sobre reforma e decoração que podem ajudar no processo de renovação da sua casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais vistos

Mais lidas