Escolhendo o guarda-roupa de criança para o quarto

Modelo, tamanho, tipo de portas e divisórias são algumas questões ao escolher o guarda-roupa de criança para o quarto

Guarda-roupa de criança

O guarda-roupa é indispensável para manter o dia a dia mais fácil, com tudo organizado e ter tudo ao alcance das mãos. Em quarto de criança não é diferente. O móvel pode, inclusive, ser útil para guardar não apenas roupas, como também acessórios, brinquedos e sapatos. O tamanho, o tipo de portas e as divisórias são algumas das escolhas que devem ser feitas na hora de pensar no guarda-roupa de criança ideal e, para além de casar com a decoração, questões como espaço e segurança também devem ser levadas em consideração.

Leia também

+ Aprenda a escolher o melhor travesseiro para um sono tranquilo

+ Bem-estar: óleos essenciais e incensos em casa ajudam na saúde

Na hora de escolher o guarda-roupa de criança, o primeiro ponto a ser levado em consideração é a dimensão do quarto. “O mobiliário, que costuma ocupar certo espaço, não deve comprometer a circulação ou ficar desproporcional. Respeitando as medidas do ambiente, é possível encontrar o guarda-roupa de criança ideal, com as divisórias corretas para o tipo de necessidade da família”, explica a arquiteta Bianca Tedesco, do escritório Tesak Arquitetura. 

Para quartos menores, uma dica é optar por modelos com porta de correr, otimizando melhor o espaço. “Essa solução também traz segurança para os pequenos, evitando acidentes com as portas”, pontua a arquiteta Viviane Sakumoto, do mesmo escritório. No caso de quartos menores, mas sem rebaixo do forro, é possível aproveitar bem o espaço na altura. “O ideal é deixar os itens de uso menos frequente nas prateleiras mais altas, para mais praticidade”, acrescenta. 

Porta de correr é uma boa opção para otimizar espaço e por questões de segurança

Necessidades determinam divisórias

Gavetas, cabideiros, prateleiras, existem várias opções de divisórias para o interior do guarda-roupa de criança. Não existe uma regra para escolher qual a melhor, já que as necessidades da família é que vão ser determinantes. 

“Contando com prateleiras, divisórias, gavetas e área para pendurar roupas, a divisão interna versátil é ótima para organizar as diferentes peças das crianças. Nas gavetas ficam as peças dobráveis e acessórios, nos cabideiros, as mais delicadas, e prateleiras e nichos podem organizar o enxoval, fraldas e sapatos”, detalha Bianca, acrescentando que dispor de uma cômoda com gavetas extras para ajudar no armazenamento é uma boa opção.

Guarda-roupa para duas crianças

Algumas crianças compartilham o mesmo quarto e é preciso encontrar soluções para a questão do guarda-roupa. “O ideal seria ter um guarda-roupa para cada criança, permitindo que cada uma cuide de sua organização. Porém, caso isso não seja possível, é bom optar por uma porta para cada criança, deixando as roupas divididas e de fácil visualização”, diz Viviane.

Leia mais

+ Tapete para quarto: modelos e cuidados

+ Imóveis de luxo: saiba as curiosidades desse mercado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais vistos

Mais lidas