30/06/2021

Veja o que é necessário para criar um lar acessível para idosos

O Brasil tem aproximadamente 33 milhões de idosos, segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É em casa que essas pessoas costumam passar a maior parte do seu tempo, muitas vezes sozinhas. Por isso, é fundamental ter um lar acessível para idosos, que garanta a autonomia e a segurança.  

Leia também

+ Entenda os cuidados para derrubar paredes durante reformas

+ Reforma durante a pandemia é possível, mas exige cuidados

+ Piso de madeira garante elegância e aconchego à decoração

Algumas medidas são importantes na hora pensar em um lar acessível para idosos. Uma delas é o piso. O ponto de partida é optar por revestimentos que não escorreguem e evitem acidentes domésticos. “Escolher pisos antiderrapantes e nada que precise ser encerado. Os vinílicos são uma ótima alternativa”, diz a arquiteta Consuelo Jorge. 

 Piso vinílico é uma ótima alternativa para evitar acidentes com idosos em casa

Outra adaptação para um lar acessível que deve ser pensada é no banheiro, com barras para apoio. “As barras devem ser instaladas perto da bacia sanitária e também do chuveiro, entre 1,10 e 1,30 metro de altura. Recomenda-se que o vaso esteja 10 centímetros acima da altura-padrão. Para um ambiente harmonioso, essas adaptações podem conversar com diversos itens de decoração, principalmente com cores neutras”, explica Consuelo.

Barras para apoio no banheiro são uma adaptação necessária para tornar o lar acessível - Foto: Marco Antônio
Barras para apoio no banheiro são uma adaptação necessária para tornar o lar acessível – Foto: Marco Antônio

Um móvel pode ser perigoso se tiver, por exemplo, quinas cortantes ou não ser estável. Já um móvel mal colocado pode ser uma barreira para o idoso tropeçar. “Aconselho sempre ter um espaço de pelo menos 60 centímetros entre o sofá e uma mesa de centro, para termos uma boa passagem”, afirma o arquiteto Marcelo Rosset. 

Outra adaptação deve ser feita nos armários, para que tudo seja alcançado com facilidade. “Isso evita que o idoso precise subir em bancos ou escadas para acessar alguma coisa no dia a dia. E apostar em um mobiliário mais rígido e com formas arredondadas. Evitar vidros também é uma segurança”, pontua Consuelo Jorge. 

Tapetes devem ser deixados de lado em um lar acessível para idosos, principalmente os muito finos. Escadas também são barreiras físicas perigosas para idosos. E a colocação de sofás e poltronas deve levar em consideração a melhor circulação do ambiente, geralmente encostados mais perto das paredes para evitar tropeços. 

“O mais importante em uma casa com idosos é pensarmos na acessibilidade como um todo. Evitar degraus, pensar em pisos aderentes para não ter escorregamentos, instalar barras de apoio em corredores e áreas molhadas, aumentar a quantidade de iluminação da residência e evitar mobiliário baixo e com profundidade grande”, ensina Marcelo Rosset.

Leia mais

+ Saiba como ganhar dinheiro vendendo seu imóvel

+ Como economizar dinheiro alugando seu imóvel

+ Sofá-ilha vem ganhando espaço na integração de ambientes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.