Aprenda a melhor forma de organizar o guarda-roupa infantil

Deixar o guarda-roupa infantil arrumado e funcional ajuda muito no dia a dia dos pais com os bebês e as crianças

Guarda-roupa infantil

Organizar uma casa com crianças não é tarefa das mais fáceis, mas deixar tudo bagunçado só vai sobrecarregar os pais. Um dos lugares que precisa de organização é o guarda-roupa infantil. Aprenda a deixar o móvel arrumado e funcional, de um jeito que até os pequenos – dependendo da idade – tenham facilidade de pegar as roupas sem espalhar tudo.

Leia também:

+ Aprenda 7 dicas de como tirar o cheiro ruim da casa

+ Como evitar o mofo: não deixe ele se instalar no seu guarda-roupa

A personal organizer Aline Cunha, de Campinas (SP), explica que cada etapa da vida das crianças tem suas particularidades e requer um jeito de arrumar o guarda-roupa infantil. No caso do bebê de até um ano, ela diz que a organização precisa ser inteligente para atender às necessidades da mãe, evitando estresse em uma fase muito cansativa, que inclui a amamentação. 

Organizar as gavetas por meses antes do bebê completar o ano ajuda os pais a encontrarem mais fácil as roupas – Divulgação: Aline Cunha

“Na organização do quarto do bebê, é importante separar as gavetas da cômoda ou do roupeiro por meses. Por exemplo, a primeira gaveta com cuidados pessoais, a segunda para roupas de zero a três meses, seguindo uma sequência em cada gaveta, de três a seis, de seis a nove meses.  Isso evita desperdício de roupas, porque ao se misturarem fica muito difícil administrar no dia a dia”, pontua.

Aline orienta a colocar etiquetas nas gavetas para não ter erro e facilitar a vida da mãe. Então, escreva o tipo de roupa que tem ali (body manga curta, manga longa etc) e otimize seu tempo na hora de procurar. 

Guarda-roupa infantil das crianças maiores

O investimento em itens organizadores é um grande aliado. A personal organizer orienta a ter colmeias e caixas organizadoras, além de cabides infantis. Ela ressalta a importância de pendurar os itens que amassam mais, como vestidos e camisas. Roupas em algodão e linho, por exemplo, ficarão marcadas se forem dobradas. 

“O restante é organizado nas gavetas do guarda-roupa infantil. Elas devem ser setorizadas, ou seja, reservar uma gaveta para uniformes escolares, outra para pijamas e assim por diante. É muito prático quando organizamos dessa forma”.

A organização do guarda-roupa precisa trazer qualidade de vida – Divulgação: Aline Cunha

A profissional diz que não importa o modelo de guarda-roupa infantil para ter uma organização efetiva.  “Em qualquer modelo de móvel ou quarto, mesmo pequeno, deve-se formatar um sistema de organização que funcione e traga qualidade de vida”.

Outra dica importante de Aline Cunha é evitar acúmulos desnecessários. O importante para manter a organização é retirar tudo o que não serve mais para a criança. Quer deixar de recordação a roupa do batizado? Faça em uma caixa organizadora de recordações e coloque ali tudo o que você não consegue doar ou vender.

“Ficar misturando as peças que não servem para a criança junto com as roupas do dia a dia não funciona. A organização é um hábito saudável e deve ser estimulada desde a infância. Crianças organizadas serão adultos mais responsáveis”, afirma a personal.

Leia mais

+ Conheça os modelos de coifas e veja qual é a ideal para a sua casa

+ Imóveis de luxo: saiba as curiosidades desse mercado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais vistos

Mais lidas