Zamioculca: planta que filtra energia negativa

Zamioculca

Ela é originária da Tanzânia, na África, e cheia de mistérios. Muito usada pelos adeptos de Feng Shui para atrair boas energias e absorver os maus sentimentos, a zamioculca também é conhecida como a planta da prosperidade. Tudo por causa das folhas verdes, com brilho intenso, e pela sua resistência. Mesmo para quem não acredita muito nisso, vale a pena ter uma zamioculca em casa pela beleza e praticidade.

Leia também

+ 5 aromas de incensos e óleos essenciais, em que ambientes usar e benefícios

+ Casa do futuro: 7 itens que otimizam atividades diárias

“É uma espécie bastante resistente e pouco exigente em manutenção. Por ser encontrada na natureza no sub-bosque, ou seja, abaixo das copas das árvores. Não tolera sol, por isso é indicada para interiores. Pode ser usada em todos os ambientes, desde que protegida da luz solar direta, inclusive em locais com ar-condicionado”, explica o paisagista João Jadão. 

Segundo o paisagista, a rega deverá ser realizada uma vez por semana. Mas atenção para não regar demais: folhas amareladas ou opacas são uma indicação de água em excesso. “Utilize substrato bem arejado, com casca de pinus, por exemplo, para manter uma boa drenagem”, orienta Jadão. 

Ele diz que as zamioculcas possuem raízes mais grossas e produzem batatinhas onde armazenam água, daí a necessidade de pouca irrigação. “Procure utilizar um vaso que tenha dreno, justamente para a espécie ser bem drenada e não acumular água. E caso você esqueça de irrigar sua zamioculca, não se preocupe, ela se manterá viva por algumas semanas”.

O profissional ressalta, porém, que a zamioculca é uma espécie tóxica para crianças e pets.  Mantenha seus vasos mais para o alto. “Não é uma planta atraente para crianças. Por não ser vermelha ou amarela, não chama a atenção. Mas, por precaução, é interessante colocar num vaso alto”. 

Zamioculca vai bem em qualquer decoração

João Jadão afirma que não há preocupação em harmonizar a zamioculca com a decoração. Ela até pode ser um destaque no ambiente, dependendo de onde estiver. “Colocando num vaso bonito, que não seja brilhante, nem verde. Também é legal combinar com outras espécies, de diferentes formatos de folhas e de altura. Por ser uma espécie que vai atingir, no máximo, de 60 a 80 centímetros quando adulta, a zamioculca fica bem com plantas mais altas”, diz.

O paisagista acha interessante fazer um conjunto de vasos, com a zamioculca sendo a mais baixa em folhagens, mas, eventualmente, ficando num vaso mais alto. “Ela poderia ficar com plantas como a jabuticabeira, mais alta, para imitar a natureza, onde ela fica embaixo das copas”, completa Jadão. 

Leia mais

+ Aprenda dicas de como deixar o lavabo bem decorado

+ Sifão do banheiro: descubra soluções para esconder essa parte da pia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais vistos

Mais lidas